Escolha do veículo de investimento
Nos termos do disposto no Decreto n o 29/92, de 3 de Julho e no Decreto Executivo n o 23/93, de 29 de Outubro, todo o investidor estrangeiro que pretenda desenvolver a sua actividade em Angola deverá proceder à sua inscrição junto do Ministério das Finanças, obtendo um número e um cartão de identificação fiscal a partir da data de início de actividades.
 Dependendo da dimensão e do tipo de actividade a desenvolver em Angola, caso o investidor estrangeiro pretenda estabelecer uma presença física no país, poderá optar por registar-se como escritório de representação, ou por constituir uma sociedade de direito angolano.

Escritório de representação
• O escritório de representação tem o objectivo exclusivo de zelar pelos interesses da empresa estrangeira que representa, acompanhando e prestando assistência aos negócios que a mesma possa desenvolver em Angola;
 • O escritório de representação não tem capacidade jurídica autónoma para praticar actos de comércio em nome próprio;
 • O número máximo de empredados que poderá ter ao seu serviço é de 6.
Tratando –se de uma estrutura que está sujeita a diversas restrições não é a mesma aconselhável no caso de o investidor estrangeiro pretender exercer actividade económica regular em Angopla, ou no caso de investimentos de significativo montante.

Sucursal
• A sucursal é a forma mais comum de representação em Angola de uma empresa de direito estrangeiro, pois permite ao investidor estrangeiro exercer actividade comercial em Angola nas mesmas condições que uma empresa de direito Angolano;
 • A sucursal não tem personalidade jurídica própria, embora tenha personalidade judiciária para demamdar e ser demamdada em tribunal em determinadas circunstâncias.

Sociedade de direito angolano
• A sociedade tem personalidade jurídica própria e tem por objectivo a prática de actos de comércio;
 • Em Angola, o investidor estrangeiro poderá optar por escolher um dos cinco tipos societários previstos na lei:
 - Sociedade anónima
 - Sociedade por Quotas
 - Sociedade em Comandita Simples
 - Sociedade em Nome Coletivo
 - Sociedade em Comandita por Acções

Para mas Informações Consulte:
 - Lei n o1/04, DR n o13

• Por enquanto, qualquer um dos tipos societários previstos na lei requer uma pluralidade de sócios, mas o investidor pode apresentar-se também como comerciante em nome individual, nos termos da lei comercial.