Em Angola, os sectores considerados prioritários são:
 Produção agro-pecuária, indústria de transformação, pesca e derivados, construção civil, saúde e educação, infra-estruturas rodoviárias, ferroviárias,portuárias e aeroportuárias, telecominicações, energia e águas. Assim, o investidor ganha incentivos ao aplicar o seu capital nestes sectores. Os incentivos incidem ainda em função da zona onde o capital é investido quer seja A, B ou C.
 O acesso a incentivos é garantido a investimentos domiciliados no país com valor mínimo de 50 mil dólares ou para os domiciliados no estrangeiro, no valor mínimo de 100 mil dólares, independentemente da nacionalidade do investidor.